AGQ Brasil | A relação entre certificações e retomada econômica
18403
post-template-default,single,single-post,postid-18403,single-format-standard,qode-quick-links-1.0,translatepress-pt_BR,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-theme-ver-11.1,qode-theme-bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-5.1.1,vc_responsive
 

A relação entre certificações e retomada econômica

A relação entre certificações e retomada econômica

Apesar das incertezas acerca do futuro próximo, a expectativa geral é de que a tão aguardada e necessária retomada econômica deve ter início em breve, e isso tem tudo a ver com certificações.

 

 

Basta acessar algum portal de notícias sobre economia, ou prestar atenção às conversas de corredores nas organizações para ouvir a expressão surgir em algum momento: retomada econômica. O assunto faz parte do cotidiano de profissionais de todos os setores já há algum tempo, especialmente após a forte retração global causada pela pandemia de Covid-19.

 

Infelizmente, em decorrência do cenário econômico, social e sanitário tão delicado dos últimos anos, muitas empresas fecharam as portas, milhares de pessoas perderam o emprego e setores inteiros sofreram com um dos maiores períodos de vacas magras das últimas décadas. A retomada econômica é aguardada e desejada, mas incerta, visto que há muitos fatores em jogo no âmbito político, nas questões climáticas e diplomáticas, para citar alguns exemplos.

 

Porém, uma certeza que permeia essa discussão e tantas outras é que, definitivamente, não é a empresa mais forte ou a mais famosa que será bem sucedida na nova economia, mas sim aquela que melhor se adaptar às inevitáveis mudanças. É aqui que as certificações entram em cena.

 

 

Como as certificações podem ajudar as empresas a se desenvolverem

 

Sozinha, nenhuma certificação tem o poder de transformar a realidade de uma organização, especialmente se ela estiver em um momento crítico. No entanto, a partir da implementação de um sistema de gestão, a tendência é de que a empresa evolua seus processos internos, e este é exatamente o ponto em que ela pode começar a se desenvolver.

 

Certificações não geram produtos ou serviços melhores, mas atuam nos processos que interferem diretamente nestes e em outros resultados finais. Cada norma atua em pontos específicos e os resultados variam de acordo com a certificação e com a empresa, mas, de modo geral, o principal suporte que um selo ISO concede na busca pela retomada econômica é a possibilidade de sistematizar ações e, assim, permitir que a empresa consiga mapear, monitorar e aprimorar suas ações de maneira satisfatória, com engajamento coletivo e maior controle sobre seus recursos.

 

 

Qual certificação escolher para a sua organização?

 

Diante do exposto, surge a pergunta que não quer calar: se as certificações são tão valiosas para as organizações, por onde começar? Não existe uma resposta padrão para essa questão, da mesma forma que não existem duas organizações iguais. Cada empresa possui peculiaridades que devem ser analisadas e levadas em consideração no processo de tomada de decisão acerca da certificação ideal. Por isso é tão importante contar com o suporte de especialistas em certificação.

 

Porém, de forma geral, existem padrões que se repetem e que talvez funcionem como indicações generalistas para a maioria das situações. A ISO 9001, por exemplo, geralmente é a porta de entrada mais indicada para uma organização que deseja se certificar. A implantação de um sistema de gestão da qualidade tem o poder de transformar a realidade organizacional para melhor, e atuar como base para iniciativas posteriores.

 

Inclusive, na AGQ Brasil é possível implementar outra certificação em paralelo, sem custo adicional. Ao investir na obtenção de um selo da ISO 45001 – sistema de gestão de segurança e saúde ocupacional, ou da ISO 14001 – sistema de gestão ambiental, a ISO 9001 pode ser implementada em conjunto. É isso mesmo, duas certificações em um só processo de implantação. Fale conosco para saber mais detalhes e comece hoje mesmo a se preparar para a retomada econômica.

 

 

Leia também: