AGQ Brasil | Tendências de mercado para 2022 e qualidade pós-pandemia
18379
post-template-default,single,single-post,postid-18379,single-format-standard,qode-quick-links-1.0,translatepress-pt_BR,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-theme-ver-11.1,qode-theme-bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-5.1.1,vc_responsive
 

Tendências de mercado para 2022 e qualidade pós-pandemia

Tendências de mercado para 2022 e qualidade pós-pandemia

Com a proximidade de um novo ano e a perspectiva de controle da pandemia de Covid-19, saiba o que esperar do mercado e como se preparar.

 

 

O final de 2021 se aproxima e a expectativa é de que a virada de ano marque, de certa forma, o final da pandemia do novo coronavírus que assolou o planeta por quase dois anos consecutivos. Com o índice de vacinação global em alta e a diminuição do número de casos em algumas regiões, governos, empresas e pessoas conciliam o receio de uma nova onda com o otimismo por um 2022 melhor.

 

Sobretudo no âmbito empresarial e econômico, iniciar um período de bons resultados é mais que um desejo, uma necessidade. Após amargar resultados aquém do esperado, setores como turismo, entretenimento e mobilidade necessitam urgentemente de uma retomada econômica. Mesmo os segmentos que suportaram melhor o período de quarentena por manter suas operações em andamento, como construção civil e saúde, aguardam um período de consumo intenso e mercados aquecidos.

 

Enquanto estes fatores permanecem uma incógnita para o futuro próximo, é importante conhecer e se preparar para as tendências que têm tudo para se confirmarem como realidade. Confira três exemplos e entenda o papel da qualidade no contexto pós-pandemia.

 

 

Consolidação definitiva do trabalho remoto em diversos setores

 

No início de 2020, muitas companhias foram forçadas a adotar o home-office como principal modelo de trabalho, devido às restrições sociais da pandemia. Quase dois anos depois, o que era para ser uma medida temporária caminha a passos largos para se tornar a realidade predominante em variados contextos. O trabalho remoto e suas variações (modelo híbrido, nomadismo digital etc.), definitivamente, veio para ficar.

 

Grandes empresas em segmentos distintos, de tecnologia a finanças, de turismo à educação, já anunciaram a adoção integral do formato, ou a oferta de múltiplas possibilidades à critério dos colaboradores. Neste contexto, o desafio das organizações e das lideranças é ressignificar conceitos como produtividade, gestão e qualidade. Ao mesmo tempo em que a ausência de limitações físicas e geográficas apresenta grandes oportunidades, isso também significa que novos desafios virão à tona. Empresas com sistemas de gestão da qualidade implementados e forte cultura organizacional saem na frente para se adaptarem a este novo paradigma.

 

 

Ascensão do consumo em plataformas online e dispositivos mobile

 

Paralelo às mudanças nos formatos de trabalho, o consumo também deve se consolidar em novos ambientes. As lojas físicas devem perder cada vez mais espaço para os e-commerces, para aquisição de todos os itens possíveis, e a principal plataforma de navegação e compra deve ser os smartphones.

 

Dentre os desafios que essa tendência apresenta, destacam-se a necessidade de gerenciar informações e dados dos clientes com segurança, além de capacitar equipes e aprimorar recursos tecnológicos corporativos adequados às novas mídias. E tudo isso deve ser feito em tempo recorde, visto que o ritmo das mudanças nas redes sociais e ferramentas digitais é cada vez mais acelerado.

 

 

Surgimento de novos cargos e extinção de postos de trabalho operacionais

 

Por fim, uma tendência sempre polêmica e preocupante, mas que justamente por isso não deve ser ignorada: uma transição global na força de trabalho operacional. Com o avanço de tecnologias de inteligência artificial, automação e Big Data, por exemplo, funções puramente operacionais devem ser delegadas a sistemas digitais, o que pode acarretar aumento no desemprego e/ou falta de mão de obra qualificada para exercer as novas funções que surgem. É essencial monitorar a realidade em seu setor de atuação, utilizando as principais economias do planeta como parâmetro, e se preparar para esta grande mudança.

 

Se a sua organização deseja conquistar maior solidez e segurança para os desafios do futuro, comece com a obtenção de certificações. Fale conosco para saber mais sobre como um selo da família ISO pode transformar a realidade da sua empresa para melhor.

 

 

Leia também: