AGQ Brasil | O que esperar do mercado da construção civil em 2022?
18414
post-template-default,single,single-post,postid-18414,single-format-standard,qode-quick-links-1.0,translatepress-pt_BR,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-theme-ver-11.1,qode-theme-bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-5.1.1,vc_responsive
 

O que esperar do mercado da construção civil em 2022?

O que esperar do mercado da construção civil em 2022?

A construção civil foi um dos pilares do PIB brasileiro nos últimos anos, visto que o setor não parou durante a pandemia. Como serão os próximos meses para o segmento?

 

 

A construção civil é um dos principais segmentos na economia brasileira. Nos últimos anos, sobretudo em virtude da baixa taxa de juros, o setor ganhou ainda mais destaque. Isso ocorreu porque o cenário econômico encontrava-se favorável para o financiamento imobiliário, algo que aqueceu o mercado de construção civil e áreas afins.

 

Além disso, por ser considerada uma atividade essencial, o setor não sofreu impactos tão severos durante o período de restrições sociais ocasionadas pela pandemia. Assim, enquanto organizações do turismo e do entretenimento, por exemplo, tiveram de parar por completo, a construção civil seguiu a todo vapor. Agora, quais são as tendências e expectativas para o futuro próximo? Confira a seguir.

 

A Norma de DesempenhoABNT NBR 15575, estabelece o conforto mínimo que uma casa ou apartamento deve ter, trazendo benefícios expressivos para as organizações e para o consumidor final. Fale com a gente para saber mais.

 

Alta dos juros e cenário eleitoral devem afetar o mercado

 

Desde o início de 2021, a taxa de juros no país entrou numa sucessão de altas após anos em seu patamar mais baixo da história. A taxa de juros foi de 2% em janeiro de 2021 para 9,25% ao ano, em dezembro. O reajuste total elevou os números ao maior patamar em quatro anos e causou implicações em diferentes setores, inclusive na construção civil.

 

Com a taxa de juros mais alta, os financiamentos imobiliários que impulsionaram o crescimento do setor, sobretudo no segmento residencial, tendem a ficar mais caros e perderem força. Durante a pandemia houve uma tendência de buscar novos imóveis em várias regiões do país, devido à adoção do trabalho em modelo home office que afetou milhares de profissionais. Com a estabilização da pandemia e do consumo, o mercado deve enfrentar retração em 2022, segundo especialistas.

 

Por outro lado, períodos eleitorais historicamente são marcados por aumento nos gastos públicos com obras e melhorias na infraestrutura. Isso pode ser um fator de equilíbrio para as organizações em 2022, pois a demanda por materiais e mão-de-obra devem manter-se em um patamar positivo.

 

 

Estrutura organizacional sólida é aliada frente aos desafios

 

Uma lição valiosa aprendida no período de pandemia é a importância de contar com uma estrutura organizacional consistente, marcada por uma cultura clara que seja capaz de engajar e mobilizar equipes, além de credibilidade junto a parceiros e clientes. Quanto mais sólida a organização, mais força ela possui para resistir e se adaptar a períodos conturbados. Isso, aliado a ações de tecnologia e sustentabilidade, é algo que estará em alta para 2022.

 

Portanto, conheça hoje mesmo os benefícios que certificações como a ISO 9001, a ISO 14001 e a ISO 45001 podem trazer para o seu negócio. Se você deseja investir em sua organização para continuar obtendo resultados positivos mesmo em períodos de recessão e instabilidade, conte conosco. A obtenção de certificações pode ser o diferencial necessário para garantir uma posição de destaque para sua empresa no mercado em 2022. Fale com nosso time de especialistas.

 

Leia também: