AGQ Brasil | Tipos de Auditorias de Sistemas de Gestão
3812
post-template-default,single,single-post,postid-3812,single-format-standard,qode-quick-links-1.0,translatepress-pt_BR,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-theme-ver-11.1,qode-theme-bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-5.1.1,vc_responsive
 

Tipos de Auditorias de Sistemas de Gestão

Tipos de Auditorias de Sistemas de Gestão

Auditorias de 1ª parte são essenciais e obrigatórias para empresas que buscam a certificação (que é uma auditoria de 3ª parte) ou manutenção em um sistema de gestão, por exemplo para as Normas ISO, pois verifica se está implementado ou mantido eficazmente.

Essas auditorias são realizadas com base na ISO 19011 – Diretrizes para Auditoria de Sistema de Gestão, que prevê três tipos de auditorias. Vamos então entender um pouco cada uma delas.

Auditoria de Primeira Parte

Também conhecida como Auditoria Interna, devem ser realizadas pela própria empresa, ou seja, o planejamento desta (mas que pode ser terceirizada), e ocorre conforme o escopo do Sistema de Gestão.

Essa auditoria é prevista nas Normas ISO de sistemas de gestão, como a ISO 9001 – Sistema de Gestão da Qualidade, ISO 14001 – Sistema de Gestão Ambiental, ISO 45001 – Sistema de Gestão de Saúde e Segurança Ocupacional, dentre outras.

Ah, vale lembrar, que empresas de construção civil que estão implementando ou mantendo um sistema de gestão em conformidade com o Regimento SiAC (PBQP-H), também devem realizar auditorias de primeira parte, pois como sabemos, o Regimento é baseado nos requisitos da ISO 9001.

As auditorias de 1ª parte, também chamadas de “internas” geram informações documentadas que são de extrema importância para análise do sistema de gestão, geração informações que devem ser analisadas na reunião de análise crítica pela direção e claro, também é uma forma de promover a melhoria do sistema de gestão.

A auditoria pode ser realizada por um membro da empresa ou por um auditor terceirizado. Quanto à periodicidade, a organização deve definir a mesma, levando-se em consideração a Norma escolhida e suas necessidades.

As auditorias internas realizadas pela Equipe AGQ Brasil, além de contribuírem com a melhoria do sistema de gestão, são realizadas com objetivo de apontar quaisquer problemas que possam ser resolvidos antes de ser realizada a auditoria de terceira parte. Desta forma, as auditorias internas são mais “exigentes” pois buscamos abranger mais informações do sistema de gestão, durante o processo de amostragem.

Auditoria de Segunda Parte

Também conhecida como Auditoria em Fornecedor, são aquelas em que uma empresa, com um auditor próprio ou terceirizado, realizada uma auditoria em um fornecedor com objetivo de avaliar o seu sistema de gestão, cumprimento requisitos legais, fiscais, trabalhistas e outros necessários para a sua qualificação, inclusive integridade. 

É uma forma de melhorar a confiança em um fornecedor além de serem utilizadas também como um método de qualificar fornecedores.

É uma excelente prática para empresas que possuem sistemas de gestão que possuem responsabilidades compartilhadas, como o caso da ISO 14001 – Sistema de Gestão Ambiental.

Auditoria de Terceira Parte

Conhecida como Auditoria Externa, essa tem como objetivo verificar se o sistema de gestão da organização foi estabelecido, documentado, implementado e mantido de acordo com a Norma escolhida.

As auditorias são realizadas para que a organização obtenha a certificação, devendo ser realizada por um auditor qualificado com base na ISO 19011 e Norma a ser auditada.

Para ter credibilidade no mercado, a auditoria externa deve ser realizada por um OCC – Organismo Credenciado Certificado, ou seja, uma Certificadora, preferencialmente que seja credenciado no INMETRO ou outro órgão reconhecido.

Auditor

As auditorias internas (primeira parte) e auditorias externas (terceira parte), devem ser realizadas por auditor independe, ou seja, auditor que não esteja envolvido com a implantação ou manutenção de um sistema de gestão. Desta forma, é possível garantir a imparcialidade da auditoria.

As Certificadoras, além de atender a ISO 19011 e 17021, também possuem critérios para a qualificação de seus auditores, sendo que elas também são, periodicamente, auditadas pelo órgão na qual são credenciadas, como o INMETRO, por exemplo.

Sobre as auditorias

As auditorias não são para gerar medo, mas sim para avaliar se a empresa/organização possui um sistema de gestão eficaz. Elas não são para buscar erros, mas sim pontos de melhoria para sua empresa/organização.

Live “Você tem medo de auditoria?”

Usufrua das auditorias internas, pois elas são a melhor “amiga” que sua empresa/organização pode ter, para manter um sistema de gestão saudável e eficaz.

Opte sempre por Certificadoras que estão credenciadas ao INMETRO ou em outros órgãos com confiabilidade nacional e/ou internacional, desta forma, você não será surpreendido com a não aceitação do certificado por um cliente ou em alguma outra atividade comercial.

Busque auditores que sejam imparciais, ou seja, se um auditor foi consultor em sua empresa, ele provavelmente não conseguirá ser imparcial, pois avaliará seu próprio trabalho.

Saiba mais sobre a palestra do Felipe no CONGESQUA.

#sistemadegestão #gestãodaqualidade #gestão #AGQBrasil #tiposdeauditorias #auditorias